A Vaca Louca e Seu Badalo
A Louca Vida no Campo
     novembro 30, 2004

A Diversão das Cabras 

 

Penso que alguns terão dado pela minha ausência nestas lides blogosfericas, e não me querendo justificar, fá-lo-ei.
Pois bem, a verdade é que andei muito ocupada com um problema de organização aqui na quinta.
De repente notámos que as cabras andavam muito excitadas, numa dança estranha, em que, olhando atentamente, dir-se-ia que jogavam uma espécie de jogo.
Passo a descrever: o que saltava a nossos olhos era as correrias frenéticas, as patadas fortíssimas e o ar divertido das cabras. Ora elas pareciam chutar alguma coisa mas nós, na verdade, nada víamos.
Eu já andava intrigada por demais com esta questão, por isso acabei por me decidir a investigar o que se passava com as cabras, que a meus olhos não andavam nada bem, pois nem para tratarem das crias pareciam ter tempo.
Foi no momento que me resolvi aproximar mais delas que comecei a perceber que afinal elas chutavam pequenos besouros, daqueles denominados escaravelhos rola-bosta, sim isso mesmo, são aqueles escaravelhos que fazem bolinhas com as fezes e as arrastam para os seus esconderijos. Depois desta descoberta, resolvi recuar um pouco e manter-me em observação, para tentar perceber se seriam os escaravelhos que estavam a alterar o comportamento das nossas cabras.
Cabras jogadorasMantive-me ao largo por alguns dias, controlando o que se passava, e como as cabras não pararam com aquilo, achei que era demais e resolvi ter uma conversinha com uma delas.
- Ouve lá Etelvina, eu tenho estado a observar-vos, e tenho notado que vocês andam muito entretidas com este novo jogo, e senti que as cabrinhas andam aí aos caídos, que têm tido pouca atenção. Além de que a bola são os besouros, agarrados aos cocós. Não me parece muito bem, Etelvina. Já pensaste nos pobres bichos? O que sofrem? Eu posso arranjar-vos uma bola, para continuarem a jogar, desde que prometam que moderam isto um bocado. Há que dar atenção às crias, Etelvina.
- Pois Vaquinha, tens razão, eu prometo falar com as outras e passaremos a ter mais calma com isto. Quanto à bola, deixa lá, nós gostamos é de jogar com os escaravelhos, é que quando eles vão pelo ar assobiam que se fartam, e torna o jogo muito mais animado, além de que quando se estatelam no chão fazem um som assim: CRASHH.
Eu quando ouvi isto fiquei embasbacada, até as palavras me custaram a sair:
- Mas... Etelvina, vocês andam a dar cabo dos escaravelhos todos...!!
- Não Vaquinha, isto foi um acordo que nós fizemos com eles. Eles andavam aborrecidos, fartos de passarem o dia a arrastar bolinhas de cocó, e nós também estávamos a precisar de alguma diversão. Então lembrámo-nos disto. Nós jogamos este jogo, a que chamámos shitfoot e eles andam divertidíssimos a fazer voo livre. O único problema é que, por vezes há azares e eles não se conseguem virar no ar, de forma a caírem por cima da bolinha, e aí em vez de se ouvir CRASHH ouve-se CHPOLFT. São os escaravelhos a ficarem esmagados, por baixo dos cocós.
Depois desta explicação que mais havia para dizer? Virei costas e voltei às minhas lides, com a esperança que a Etelvina cumprisse com o prometido e esperando que os escaravelhos não fossem muito azarados e se deixassem de desportos radicais.

plantado por Vaca Louca @ 10:25 |

   
     novembro 26, 2004

Sem Comentários 

 

«a cenoura ou a vida!»

plantado por Badalo @ 13:29 |

   
     novembro 21, 2004

Provérbios Bucólicos 

 

«Tão besunta é aquele que empurra quanto o que fica especado a olhar.»


plantado por Badalo @ 22:28 |

   
     novembro 19, 2004

Imediatamente! (Ou Quase) 

 

Leão e CastelaDezenas… que digo?! Centenas de milhar de chamadas e mensagens obstruíram por completo a nossa rede de telecomunicações e série de caixas de correio, electrónico e tradicional, hoje, a partir da tarde e após a publicação da receita para Marinada Especial de Acepipes. Aparentemente num tom recriminatório. Ao que parece uma autêntica peregrinação de batedores de claras de ovos seguiu para Castela hoje à tarde movida pelo impulso de seguir à risca as indicações do Receituário infra. A maioria mais furiosa repetidamente assinalou que era ‘perfeitamente indecente, quase obsceno, que levássemos as pessoas a tão longe bater as claras para depois nem as incluir na receita por ser só de mentirinha’ (sic).

O CEL (Conselho de Emergência do Loft) irá reunir com o propósito de definir as estratégias lógicas e exequíveis a implementar no sentido de se criarem as condições adequadas a dar uma resposta cabal à problemática da reinserção de lesados num caso como este. Irá ser votado em CEL o projecto de nomear uma comissão encarregue de redigir os Estatutos Fundamentais da Comissão Instaladora do Fundo de Garantia de Lesados a qual, uma vez em funcionamento, poderá responder directamente aos pedidos dos particulares, lesados, apenas mediante o aval do Coordenador-Adjunto dos Assuntos da Quinta e, naturalmente, o visto do tesoureiro, Jeco, o nosso burrico.

plantado por Badalo @ 01:01 |

   
     novembro 18, 2004

Receituário 

 

Marinada Espessa de Acepipes

I. - Ingredientes

3 cebolas grandes;
3 tomates nus (no original, Bras., pelados);
Claras de ovo batidas em Castela;
Couves colhidas na Catalunha;
Uma boa porção de acepipes;
Sal a gosto (ter especial cuidado para não o deixar chegar a etembro);

II. - Modo de Preparação

Deve observar-se um procedimento específico no picar da cebola. Usar a 1, 2, 3 não é aconselhável pois o suco da cebola perder-se-á em tal maceração. Picá-la manualmente dá mais trabalho mas garante um resultado substancialmente superior. Para picar a cebola fininha mantendo todas as suas propriedades súquicas deve dar-se-lhe um golpe vertical de forma a que os hemisférios segmentem transversalmente a orientação das camadas; após, cortar cada um dos hemisférios em fatias de 2,5 mm cada obtendo-se várias semi-circunferências de cebola ainda emparelhadas umas nas outras. Em molhos de quatro fatias golpear as radiais dos semi-círculos desta forma resultando num picadinho perfeito, fininho e sumarento.
Deixar os acepipes a marinar nesta cebolada durante quatro semanas interpoladas, ao ar livre.
Na altura da confecção refogar os tomates com dois terços da cebola da marinada, deitar fora as claras batidas em Castela, que não entram neste prato, juntar as couves e os acepipes e deixar tudo a apurar muito bem em lume brando. Até espessar. Servir com alacridade.
Algumas culturas celebram habitualmente a degustação deste prato com um longo e animado concurso de meteorismo após os cafezinhos.

plantado por Badalo @ 15:31 |

   
     novembro 17, 2004

Secção de Passatempos 

 

Sente-se agastado(a) e com tempo de sobra? Gosta de joguinhos? Desperte o(a) detective que há em si com esta aventura gráfica, clicando no poster infra. Convém saber inglês e dá jeito ter som no computador.



plantado por Badalo @ 14:11 |

   
     novembro 14, 2004

Refrões Profundos - Traduções Espantosas 

 

Temos vindo a manter em permanente evolução algumas das nossas rúbricas e sabemos que corremos o risco da descaracterização, mas o arrojo impele-nos constantemente. E digo isto porque a presente edição desta rúbrica não contempla sequer um refrão.
AmeriKKKa's Most Wanted
Ice Cube, de seu nome O'Shea Jackson, é um rapper de aspecto de fazer o Mr. T. (o famoso B. A. Barracus, do Esquadrão Classe A, ou A-Team) parecer um menino de coro, e cujo percurso musical - sempre no hip-hop puro e duro - demonstra per se a sua irreverência. Não é por acaso que esteve na formação de Niggers With Attitudes donde resultaram retumbantes sucessos como "Fuck Tha Police", por exemplo, e só para se ter uma ideia.
Não tenhamos qualquer dúvida: Ice Cube é um artista talentoso (verdade incontornável ainda para quem não goste do estilo), agressivo, pungente, adstringente. Pessoalmente considero que ocupa o topo dos executantes da ladaínha a que chamamos rap, tanto pela sua dicção, quanto pelo ritmo de enunciação das sílabas, a tudo isto se juntando uma voz magnífica que serve com perfeição a interpretação vocal. O estilo das suas letras é quase doloroso, socialmente interventivo, altamente jocoso, à velha e boa maneira do hip-hop norte-americano.
É devido a tudo isto que desta vez não trouxemos um refrão profundo (e respectiva tradução espantosa) e antes optámos por apresentar a primeira parte de uma sua letra, com a música a acompanhar - como já habitualmente - já que Ice Cube faz aqui o trabalho que antes nos competira.
Aviso!O logótipo que aparece mesmo ao lado indica que a página que se segue não é aconselhada a menores nem a pessoas sensíveis.
A viagem começa aqui.

plantado por Badalo @ 10:48 |

   
     novembro 12, 2004

Ars Bovinae e Outros Assuntos Relevantes 

 


Devido à adesão massiva e ao carinho demonstrado pelos Ilustres Visitantes deste suporte electrónico da nossa Quintarola, redobraremos esforços para que a empresa adjudicada ao desenvolvimento da tecnologia necessária ao cumprimento do desígnio ventilado no artigo infra possa rumar a bom porto e a breve trecho.
Considerámos todas as sugestões depositadas e, para gáudio da Fata (que se perfuma com Chanel e rodeia-se de lobos, a acreditar no anúncio), desvela-se desde já que se encontra incluído neste projecto arrojado a possibilidade de servir imperiais (finos, bejecas) mediante a instalação - pelo utilizador/navegante - de uma serpentina e de um barril de 50 litros junto à torre do respectivo computador pessoal, caso contrário a cerveja corre o risco de perder o gás ao viajar tão perto do turbilhão de electrões das linhas telefónicas/cabos de fibra óptica.
Quanto aos cimbalinos, bicas, cariocas de capuccino, em chávenas quentes ou frias, espressos curtos ou longos, toda esta parafernália estará à disposição do utilizador sem qualquer tipo de encargo com equipamentos adicionais. Mas há que repeti-lo: será executado tão-só assim que a tecnologia o permita.
Nos entrementes, o máximo que podemos oferecer são doses industriais deste ranhoso sucedâneo.

plantado por Badalo @ 01:50 |

   
     novembro 10, 2004

Pausa 

 

futuras instalações da sala de convívio

Fica prometido que assim que a tecnologia o permita serviremos capuccinos através deste ecrã, gratuitamente, a todos os navegantes que por aqui parem. Até lá tentemos distrair o nervo óptico.

plantado por Badalo @ 13:04 |

   
     novembro 09, 2004

Nota de Rodapé 

 

Aposto um punhado de cristais de iodeto de prata que era aguardada com enormes ansiedade e expectativa a reedição desta rúbrica.
Quem não se lembra de um dirigente partidário de há uns anos que fundou um partido e o afectou à figura de um general que fora presidente da república? Pois é; a esse dirigente fundador se deve a citação de hoje, proferida em época de monções e que dará origem à nossa nota de rodapé, conforme formato em vigor:

«E agora tenho de ir tirar as vacas que o Tejo 'tá a chover»

Hermínio Martinho

________________

Na verdade o que pudesse parecer um grande disparate ou na melhor das hipóteses um lapsus linguae do ilustre dirigente constitui - porventura - a melhor prova de que o orador domina as ideias expostas por James Lovelock no seu trabalho "As Eras de Gaia", pois o Tejo, devidamente arrefecido, quando bombardeado com cristais de iodeto de prata poderia muito bem começar a chover. Pelo menos não consta que alguém já o tenha experimentado e dado com os burrinhos... na água. E, ainda que assim tivesse acontecido, outra história seria se fosse - ao invés - utilizada a macromolécula sintetizada pelas pseudomonas (bactérias), muito mais eficazes... (chiça!)

plantado por Badalo @ 13:38 |

   
     novembro 08, 2004

Alegrem-se, ó Alminhas... 

 

...pois parece que a partir de agora vamos ter uns taxistas todos catitas. Pois é, consta que há uns dias um taxista foi multado, em S. Pedro do Sul, por ter mau aspecto. Ora como todos sabemos, isto é algo inédito, pois comummente, os taxistas têm bom aspecto, e são pessoas agradáveis.
E já para evitar mais destes incidentes, a nossa redacção apurou junto da ANTRAL (Associação Nacional de Transportadores Rodoviários de Automóveis Ligeiros), que a partir de hoje só veremos taxistas vestidos com fatos Armani, ou Moschino e que é permitido aos mais irreverentes usar os kilts do Jean Paul Gaultier. Têm, ainda de usar perfumes que custem para lá dos olhos da cara, e apresentar sapatos feitos à mão, impecavelmente engraxados.
Digam-me lá se isto não são boas notícias? Já se imaginaram num táxi, a sentirem-se lindamente, porque apesar do motorista pesar 160 kg e arrotar, pelo menos cheira bem e está apresentável.

plantado por Vaca Louca @ 10:58 |

   
     novembro 05, 2004

Census da Semana 

 

Antes de mais cumpre assinalar que se mantém o título da rúbrica por razões meramente sentimentais, e em boa verdade dever-lhe-íamos chamar Census do Semestre ou por aí. Perde-se na memória dos tempos a abertura da urna que hoje se encerra. Foram meses de votação renhida, e afinal, para resultar num frustrante empate. A questão de saber que livro os nossos leitores prefeririam ter consigo se só pudessem ter um único conhece hoje uma resposta, dividida entre o romance favorito e a Bíblia. Também o dicionário, que ainda se situou na dianteira da tabela durante umas semanas, recebeu expressiva votação mas decaindo para o 3.º lugar da geral. Atingiu-se novo record de votos, num total de cento e setenta e tal, certinhos, e sem mais delongas inauguramos o novo Census, já destituído de efeitos práticos e livre - portanto - de poder influenciar qualquer acto solene de manifestação da soberania democrática e popular. Falamos das eleições presidenciais norte-americanas, pois claro.

plantado por Badalo @ 13:51 |

   
     novembro 04, 2004

O Chamado Post Para Lavar a Vista ou Para Mostrar Claramente Que Ainda Estamos Por Cá 

 

David Doubilet, 1989 - National Geographic

plantado por Badalo @ 13:13 |

   
     novembro 02, 2004

Mais Um Exclusivo 

 

Foi o nosso correspondente na Moldávia que investigou e nos oferece esta magnífica notícia que relata mais um sucesso luso além-fronteiras. Será a breve trecho que teremos oportunidade de assistir a um jogo de futebol da Champions League entre, v. g., o Futebol Clube do Porto e a mais recente equipa de alta competição desta modalidade, que acabou por emigrar devido a problemas burocráticos sentidos perante as autoridades portuguesas: o CAT das Taipas.
Trata-se de uma equipa composta por um misto de funcionários e utentes daquele serviço, que, fartos de esperar pelo desbloqueamento federativo para disputar as distritais respectivas em terras lusas, resolveram tentar a sua sorte além-fronteiras e apresentam-se em fulgurante ascensão no campeonato moldavo. O treinador desta novel equipa, autor da monografia "O Mundo do Futebol - Querer é Poder", explica que a actualidade dos resultados desportivos tem de passar necessariamente pelas técnicas mais vanguardistas da Psicologia Aplicada, aos níveis colectivo e individual. O técnico do CAT das Taipas adianta ainda que «É fundamental inculcar nos atletas a ideia de que as doses de metadona serão ministradas apenas no final dos jogos e quando os resultados assim o justificarem, e há inclusivamente prémios de jogo para os melhores marcadores; neste campo o cachimbo de ópio parece merecer a preferência da maioria dos jogadores.»
Estádio Municipal partilhado pelo CAT das Taipas
Na sua monografia, explica ainda que o sucesso desta equipa depende da maximização do factor motivação, o qual «faz ganhar ou perder jogos; o ser humano está ainda em subaproveitamento e o futebol poderá tornar-se num laboratório precioso quanto a todas estas matérias. O nosso sucesso assim o demonstra.»
O nosso correspondente na Moldávia relata ainda que, durante os treinos à porta aberta do CAT das Taipas, é notório o denodo com que os atletas se aplicam, se batem pela bola e se motivam reciprocamente, em manifesto incentivo. "Passa, passa!!" ou "chuta, chuta!!" são gritos de guerra sobejamente ouvidos dentro de campo quando a redondinha começa a rolar.

plantado por Badalo @ 17:14 |

   
     


 

O Parzito
Ó Pra Nós

Tractor de Busca

A Parada

- Census -
Vou Assinalar Abaixo a Minha Idade:
De 4 a 6 anos.
De 7 a 10 anos.
De 11 a 15 anos.
Mais de 15 anos.

Sótão

  • Janeiro 2004
  • Fevereiro 2004
  • Março 2004
  • Abril 2004
  • Maio 2004
  • Junho 2004
  • Julho 2004
  • Agosto 2004
  • Setembro 2004
  • Outubro 2004
  • Novembro 2004
  • Dezembro 2004
  • Janeiro 2005
  • Fevereiro 2005
  • Março 2005
  • Abril 2005
  • Maio 2005
  • Junho 2005
  • Julho 2005
  • Agosto 2005
  • Setembro 2005
  • Outubro 2005
  • Novembro 2005
  • Janeiro 2006
  • Fevereiro 2006
  • Outubro 2006
  • Na Pocilga
    Diário da República I, II, e III séries

    No Celeiro
    Nove Amanhãs
    Isaac Asimov


    Weirdos From Another Planet
    Bill Waterson


    Sonetos
    Florbela Espanca

    Especialidades da Casa
    · bAtAtAs FrItAs
    · Fata Morgana
    · Luz & Sombra
    · Novos Vôos
    · Os Dias da Música
    · Robina

    Poços de Cultura
    · A Causa foi Modificada
    · A Origem do Amor
    · Aviz
    · Barnabé
    · Blog de Esquerda II
    · Contra a Corrente
    · Ene Coisas
    · Exacto

    Fontes de Lazer
    · A Funda São
    · Abstracto Concreto
    · Blogue dos Marretas
    · Carapau de Corrida
    · Catwalk
    · Cruxices
    · Espuma dos Dias
    · Farinha Amparo
    · Gato Fedorento
    · Gotinha
    · Há VidemMarkl
    · Just a Kiss?
    · Miss Vitriolica
    · Mas Isto...?
    · His Guide To Our Galaxy
    · Núcleo Duro
    · Psicotapa
    · Quinta dos Animais
    · Sem Pénis, Nem Inveja
    · The English Manager
    · The Old Man
    · Triciclo Feliz
    · Webcedário

    Pastagens Frescas
    · 100 Tretas
    · 3Tesas Não Pagam Dívidas
    · Baby lónia
    · Blimunda
    · Blogopédia
    · Diário de Um Pêlo Púbico
    · Dúvidas Dúbias
    · O Blog do Bidé
    · O Diário de Conchita
    · O Meu País Azul
    · O Vizinho
    · Pé de Meia
    · Porca de Vida
    · R por Minuto
    · Too Much
    · Yulunga
    · You’ve Got Mail

    Planícies de Aluvião
    · Bimba Ininteligível
    · Fachadas Perversas
    · Guerra dos Sexos
    · Horizonte Quase Perdido
    · Pobre Menina Rica
    · Porquinho da Índia

    Caixa de Areia
    · Construir
    · Ginástica Digital
    · Imberbe
    · Mystery of Time&Space
    · Mixturar
    · Pérolas a Porcos

    Baú
    · 10.ª Arte
    · Arte?
    · Crítica
    · Emily
    · Inépcia
    · Leituras
    · Hi Tech
    · La Fura
    · O Culpado
    · Subterrâneo

    Alfaias
    · Animados
    · Cinemas
    · Cores
    · Dicionário
    · Dictionary
    · Escola
    · Estáticos
    · Estáticos II
    · Farmácias
    · Index

    Escreva-nos

    Site Meter

    Design by
    ButchyWaffers.com

    Powered by
    Blogger

    Powered by Blogger

    Weblog Commenting by HaloScan.com


    Free polls from Pollhost.com
       


     

    ______________


    ______________


       

    ______________


       

    ______________


       

    ______________


       

    ______________


       

    ______________